Mais Recentes:

No Limite do Amanhã - Avaliação!

Saudações antarianos e antarianas, hoje continuo a série de avaliações, nesta semana a avaliação escolhida foi a do filme "No Limite do Amanhã". Se você quer ver seu filme favorito, ou qualquer filme que você tenha visto, ou não viu, mas quer saber se é bom ou rim, é só enviar um e-mail ou pedir nas nossas redes sociais ou nos comentários aqui no blog. Portanto vamos à avaliação.


No Limite do Amanhã começa explicando seu passado de forma bem comum, mostrando imagens de jornais, talk shows e programas de tv, esse artifício é bastante utilizado para explicar coisas em um curto espaço de tempo, a missão é cumprida e logo entendemos tudo o que aconteceu e a partir daí o filme segue contando sua história principal. História esse que lembra bastante a história do filme "O Feitiço do Tempo" estrelado por Bill Murray já que o personagem principal do filme também revive o mesmo dia por diversas vezes, contudo em No Limite do Amanhã a volta no tempo é explicada, diferentemente do que acontece em O Feitiço do Tempo.


Desta forma o major Bill Cage (Tom Cruise) aproveita seu "poder" para treinar e tornar-se um expert quando o assunto é matar alienígenas. A química de Tom Cruise e Emily Blunt é perfeita, os dois atuam muito bem e seus personagens nos passam as mensagens certas, o filme apesar de ser uma ficção científica nos engana o suficiente para que possamos nos perder em sua fantasia. Além disso o filme é inteligente, nos força a pensar junto a suas personagens, isso é um ponto muito forte do filme já que isso faz com que o espectador interaja com o filme, mesmo que inconscientemente. A linha do tempo as vezes se perde, não sabemos exatamente em qual dia Cage está, se ele já viveu aquilo ou se é a primeira vez. Porém com o passar do tempo tudo se encaixa perfeitamente e o entendimento do filme volta ao normal.


Apesar de se tratar de um filme de repetidas viagens no tempo isso não compromete o andamento do filme sendo perfeitamente possível identificar início, meio e fim. O que incomoda um pouco é a importância reduzida que alguns personagens tem já que são mostrados durante todo o filme para ao final serem descartados. Porém as personagens principais acabam compensando este "descaso" com as coadjuvantes, Emily Blunt está impecável no filme, sua postura, sua atuação, absolutamente tudo está em seu lugar, sua personagem apesar de não ser a verdadeira principal (a personagem principal é a vivida por Tom Cruise), rouba a cena e torna-se a queridinha do público.


No Limite do Amanhã acabou sendo abafado por outros filmes, em especial X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, contudo supera seus concorrentes sem dúvida alguma, a ficção científica não ficou sem representação neste ano já que o filme honra a classe de filmes de viagem no tempo e de invasão alienígena!

Nota: 8,0 (Ótimo)

Por: Gustavo Lopes
Share on Google Plus